segunda-feira, 14 de novembro de 2011

O Oposto do Amor É...


Nobel da Paz (1986), sobrevivente dos campos de concentração nazistas, o escritor judeu, nascido na Romênia, Elie Wiesel:

O oposto do amor não é nenhum ódio, é a indiferença. O oposto de arte não é a feiúra, é a indiferença. O oposto de fé não é nenhuma heresia, é a indiferença. E o oposto da vida não é a morte, é a indiferença.”

Sempre fico em dúvida sobre a autoria do que se acha na Internet, mas a primeira frase (O oposto do amor não é o ódio, é a indiferença") é MUITO citada na Internet como sendo de Érico Veríssimo (retirada de "O tempo e o Vento")... Será? Dúvidas... Melhor seria consultar o excelente blog "Autor Desconhecido" (da Vanessa Lampert) e perguntar para ela, ela faz um excelente trabalho de pesquisa... Ou se alguém leu "O Tempo e o Vento" e sabe tudo de memória, esclareça!

Bom, para mim o oposto do AMOR não é o ódio é... ROMA... :-)


(meus textos para teatro e stand-up estão em: www.euquefiz.com - victor@euquefiz.com)






deje su mensaje en español - leave your message in English - laisser votre message en français - deixe sua mensagem em português
Postar um comentário